san-pedro-de-atacama

San Pedro de Atacama é a cidade base para explorar o deserto homónimo, o mais alto do mundo bem como o mais seco dentro dos não-polares. Não escondo o quão deslumbrada fiquei com San Pedro de Atacama e o seu deserto árido de tons ocre. O passeio pelo Valle de la Luna, logo à chegada, e a aventura de um dia de bicicleta pelo deserto foram experiências que, apesar de não estarem programadas, acabaram por se revelar dos melhores momentos da viagem pela América do Sul.

san-pedro-de-atacama

Se a beleza natural e paisagens de tirar o fôlego que rodeiam San Pedro de Atacama não forem suficientes para vos convencer a rumar ao Norte do Chile, então talvez esta encantadora cidade será. San Pedro de Atacama tem uma energia que em raros lugares se encontra: uma cidade viva e alegre, onde a tranquilidade constante contagia qualquer um com uma sensação de paz, de que o tempo é infinito – e nos faz querer permanecer, adiar a partida. Dei por mim a imaginar que se San Pedro não estivesse a um oceano de distância, regressaria lá todos os anos.

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

Cidade constantemente cruzada por viajantes vindos de outros pontos do Chile, da Bolívia ou da Argentina, onde o elemento nativo não se perdeu, em San Pedro a arquitectura é a característica que mais se destaca. Com casas de apenas um andar, paredes espessas de terra e palha que as mantêm frescas no interior e portas e janelas em madeira, que conferem um aspecto tosco. E é assim que, entre casas de adobe, ruas de terra batida e tons terracota a contrastar com o infindável azul do céu, San Pedro de Atacama afirma a sua personalidade, com um cenário que se vê completo quando a imponente montanha do Licanbur, o vulcão, emerge como pano de fundo da cidade.

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

san-pedro-atacama

San Pedro de Atacama: o que fazer

A calle Caracoles é o centro de toda a actividade de San Pedro. É nesta e nas suas perpendiculares que encontram todos os serviços: os multibancos, as agências de viagens e restaurantes. É também junto a esta que está a praça principal, com o seu mercado de artesanato sempre cheio de gente a conviver.

A Igreja de San Pedro, um dos «postais» da cidade, está logo ali. Erguida em 1745, ostentou até há pouco tempo uma pintura de cal, branca como deve ser. Com o mesmo telhado de madeira de antes, agora o que vemos nas paredes é a cor terra que se encontra no resto da cidade. E já que aqui estão, espreitem o Museu Arqueológico Gustavo Le Paige, do outro lado da praça.

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

iglesia-san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

san-pedro-de-atacama

É fácil passar uma semana recheada em San Pedro de Atacama visto que a oferta é muita. Os principais lugares que podem visitar em tours são: o Valle de la Luna, os Geysers de Tatio, as Lagunas Antiplânicas e Piedras Rojas, a Laguna Cejar, o Salar de Tara, as Termas de Puritama, e tantas outras.

Se não gostarem muito de tours ou estiverem com um orçamento limitado, façam como nós, aluguem uma bicicleta e percorram o deserto em redor de San Pedro. Explorem o sítio arqueológico de Pucará de Quitor, aventurem-se pela Quebrada del Diablo ou visitem a Aldea de Tulor e a experiência pelo Atacama será igualmente inesquecível!

Além destas aventuras para durante o dia, uma das mais espectaculares e imperdíveis experiências a ter no Deserto do Atacama é sem sombra de dúvida a observação de estrelas (consta que este é dos melhores locais do mundo para o fazer). A mais conhecida agência a proporcionar esta experiência é a Space, cujo parque de telescópios fica em pleno deserto.

A sessão acontece depois de uma curta viagem de autocarro. Ao chegar, é feita uma pequena introdução sobre os céus, momento ao qual se segue a observação de estrelas, nebulosas, planetas (nunca pensei ver os anéis de Saturno com a definição com que os vi aqui), entre tantas outras coisas. Depois da magnífica experiência de observação nos vários telescópios, segue-se uma pequena conversa numa tenda, acompanhada de um chocolate quente ou um chá. Não tenho fotografias para partilhar mas posso garantir-vos que não preciso delas para me recordar do que vi naquela noite.

san-pedro-de-atacama

San Pedro de Atacama merece ser explorada com calma. Deambular a pé pelo centro, alugar uma bicicleta e percorrer os arredores da cidade ou explorar o deserto, embarcar numa tour para conhecer as maravilhas da natureza que a rodeiam ou simplesmente estar, parar, relaxar. Para quem está em viagem há muito tempo, este é o lugar ideal para fazer uns dias de pausa a recuperar energias. Para os que apenas percorrem o Chile, não tenham dúvidas: San Pedro de Atacama é uma cidade incontornável. 


Guia prático

Chegar a San Pedro de Atacama:

Nós chegámos através da Bolívia, no fim da tour pelo Salar Uyuni. Se organizarem o vosso roteiro da mesma forma, certifiquem-se de que a empresa com que marcam a tour pelo deserto do sal da Bolívia vos garante o transfer até San Pedro de Atacama. 

Para quem está no Chile, o mais fácil será voar até ao aeroporto mais próximo, na cidade de Calama. Daí devem apanhar um taxi até à estação de autocarros no centro da cidade e em cerca de duas horas de viagem estão em San Pedro. Algumas das empresas que fazem este trajecto são a Turbus, a Buses Frontera del Norte e a Buses Atacama.

Em alternativa, existem autocarros que fazem o percurso entre as principais cidades do Chile e San Pedro de Atacama, mas demoram – uma viagem entre Santiago e San Pedro, por exemplo, dura mais de 20 horas.

Onde dormir:

Aconselho a que optem por um lugar no centro de San Pedro de Atacama. Se não conseguirem e acabarem na periferia, o mais fácil é alugarem uma bicicleta para circularem entre o alojamento e a cidade. Vejam aqui opções de alojamento em San Pedro – e já sabem: reservem pelos links do blog e, sem pagar nem mais um cêntimo, apoiam o Aonde (não) estou!

Sobre as tours: que agência escolher?

A única tour que fiz foi pelo Valle de la Luna, através da agência Terra Extreme, que aconselho vivamente. Mas têm muitas opções na calle Caracoles e na calle Toconao – e, no fundo, é procurar o preço que for mais conveniente (sim, a mesma tour pode ter valores muito diferentes). Para as observações astronómicas também existem algumas opções mas devem mesmo optar pela Space, cujo tamanho e qualidade do parque de telescópios é certamente insuperável.

 


 
QUERES VIAJAR MAIS?
  Subscreve AQUI a newsletter do blog para receberes todos os conteúdos exclusivos, dicas e sugestões para viajares mais, gastando menos!
 
 
PLANEIA AQUI A TUA PRÓXIMA VIAGEM !
Se encontraste no Aonde (não) estou a inspiração que precisavas ou dicas que te ajudaram a marcar a próxima viagem, então ajuda-nos também a crescer – é muito simples e não vais gastar um único cêntimo! Utilizando os links de afiliados espalhados pelo site para marcares a tua próxima viagem e vais estar a apoiar o blog sem gastar mais por isso. Para ti, tudo fica igual. Para o Aonde (não) estou, é um importante apoio. Faz a tua reserva pelo BOOKING – site que utilizo há anos e te garante o melhor preço possível -, ou pelo AIRBNB – e ganha 30€ para a tua primeira viagem.