Hoje vamos falar de alojamento – preferencialmente gratuito ou muito barato. Para além de escrever sobre as minhas experiências, o propósito deste blog sempre foi o de inspirar quem o lê através de partilha de ideias e de recursos.  E a verdade é que existe uma variedade de formas para viajar sem pagar alojamento, seja fazendo voluntariado, trabalhando, tomando conta de casas ou apenas ficando em casa de alguém, tendo como moeda de troca apenas o convívio. Apesar de não ter experimentado tudo o que hoje convosco partilho, dou-vos 6 formas de poupar dinheiro em alojamento e mais de 30 websites que vos podem ajudar nesta tarefa. Apenas precisam de escolher qual a fórmula que mais se adapta a vocês e partir para a aventura. Um post simples, directo, com imensos recursos. E agora, que desculpa têm?
 

 

 1. Trabalhar em troca de comida/estadia
Este é simples: apenas têm de reservar algumas horas do vosso dia a trabalhar num hostel, numa quinta, a fazer babysitting ou a cuidar de animais domésticos . Neste caso não existe qualquer «espírito social»: apenas trabalham em troca de um sítio para dormir e algumas refeições, podendo desta forma viajar durante meses a fio sem gastar um tostão em estadias.
>> Helpx 

 

2. Ficar na casa de alguém

Creio que já toda a gente sabe que é perfeitamente possível ficar em casa de alguém de forma completamente gratuita. Há vários websites recheados de perfis com anfitriões prontos a receber-vos em sua casa a troco de algum convívio e troca de experiências. Há cada vez mais gente a fazê-lo pois revelou-se uma forma completamente diferente de viajar – não só temos a estadia de graça, como a oportunidade de conviver com alguém local, que até nos pode acompanhar e mostrar a cidade que só um local conhece.
 
 

 

3. Tomar conta de casas
Se preferem algo mais confortável e com alguma privacidade e não se importam de cuidar de uma casa (e eventualmente dos animais de estimação que nela habitarem), então esta é a vossa opção. Tudo o que têm de fazer é cuidar da casa e mantê-la enquanto os donos se ausentarem. E podemos estar a falar de simples apartamentos ou grandes casas com jardins fantásticos (e muita relva para aparar!). Tal como no ponto 2, quanto mais referências positivas tiverem nos vossos perfis, mais possibilidades têm de ficar numa casa fantástica. Há inclusivamente quem faça disto literalmente a sua vida (vejam  caso da Dalene e do Pete)!

 

4. … ou trocar de casa
Se tiverem casa própria e a coragem necessária para deixar um estranho ocupá-la, a ideia aqui é que simplesmente troquem de casa com alguém: a pessoa vem para vossa casa e vocês vão para a sua – tão simples quanto isto!
 
 

 

5. Dormir em mosteiros
Até há bem pouco tempo não fazia ideia de que isto era uma possibilidade, mas é verdade: é possível ficar a dormir em mosteiros de forma completamente gratuita. Não só têm a possibilidade de não pagar estadia como têm uma experiência inesquecível – já imaginaram?

 

6. Acampar!
Ah… a velha e infalível fórmula. Andar com uma tenda atrás e acampar é uma excelente forma de gastar pouco dinheiro em alojamento – ou não gastar nenhum. Ainda que o campismo selvagem não seja uma coisa tão permitida e consequentemente fácil de fazer quanto o era no tempo dos nossos pais, em determinados sítios ainda é possível. Mesmo que não o possam fazer, certamente vão gastar muito menos dinheiro que o que gastariam ficando num hostel. Arranjem uma tenda pequena e fácil de transportar e sigam para a aventura!
 
 
 

 
PLANEIA AQUI A TUA PRÓXIMA VIAGEM!
  Vais viajar? Se fizeres as tuas reservas através dos links dos posts aqui no blog vais contribuir para o crescimento do Aonde (não) estou, sem gastares nem mais um cêntimo por isso. Faz a tua reserva pelo BOOKING – site que utilizo há anos e te garante o melhor preço possível -, ou pelo AIRBNB – e ganha 30€ para a tua primeira viagem.