Quem nunca sentiu curiosidade pelo Hard Rock Cafe? Com restaurantes espalhados por todo o mundo, raras vezes resistimos à vontade de espreitar o de cada cidade, ver a fantástica memorabilia e conhecer o ambiente. A verdade é que, vivendo junto a Lisboa e passando aqui os meus dias, nunca tinha surgido a ocasião que me levasse a jantar no Hard Rock – até que o Bloggers Camp a proporcionou.

 

 
Fomos em dia de jogo para o Euro, pelo que o ambiente estava animado e o espaço cheio. Ainda assim, como tínhamos feito reserva (algo que aconselho vivamente), mal chegámos foi-nos dada uma mesa.
 
A ementa é enorme e, dado que nunca lá tínhamos ido comer, demorámos imenso tempo a escolher. Mas no Hard Rock todos são simpáticos e recebem-nos de forma animada e calorosa. Infelizmente não me recordo do nome de quem nos atendeu, porque sem dúvida foi formidável. É este tipo de coisas que nos deixam imediatamente satisfeitos: o cuidado com os pormenores, com a forma como se recebem as pessoas e todo o espírito do espaço, muito mais relaxado do que imaginava.
 

Optámos então pelos hambúrgueres, cuja fama os precede. Eu escolhi o Mushroom & Swiss Burguer – com cogumelos salteados, queijo suiço alface e cebola -, e ele escolheu o Hickory Barbecue Bacon Cheeseburguer – com cebola caramelizada, bacon fumado, queijo cheddar, alface, tomate e uma cobertura de molho barbecue. Como acompanhamento vieram umas deliciosas batatas e um extraordinário molho, bastante semelhante ao “molho cocktail” mas com mais picante – e eu, que não costumo gostar de comida picante, fiquei completamente rendida.
 

Para acompanhar, ambos optámos por cocktails, sobre os quais também já tinha ouvido vários elogios (se era para ser, seria à grande!). Bebi uma margarita Watermelon Rita e ele um Fruitapalooza.

 

 

Veredicto?  Adorei. Todos os ingredientes pareciam frescos, a carne tinha um sabor a grelhado delicioso. As batatas e o seu molho eram, como já mencionei, um autêntico vício. E as bebidas, deliciosas, com a dose certa de tudo.

Como os pratos são extremamente bem servidos, já não fui capaz de seguir para a sobremesa que tanto tinha ansiado (têm todas um aspecto delicioso!). Ficará para a próxima, como vão ficar os famosos Classic Nachos, que também tenho mesmo de provar.

 
 
 

 

O conceito do espaço já é conhecido de todos – a música e a memorabilia são as peças centrais. Mas o que mais me surpreendeu foi a espectacular energia e boa disposição que reinava no sítio, que inevitavelmente me deixou com uma grande vontade de voltar.

Por fim, tenho de agradecer ao Bloggers Camp e ao Hard Rock Cafe Lisboa por esta fantástica e reveladora oportunidade!